Links:jordan retro 11Jordan Retro 4retro 11 jordansJordan Retro 11 SaleCheap Jordan Retro 4retro 11 jordanslongchamp pas cher Itaipava RJ - Os 10 Restaurantes mais Prestigiados no Vale Gourmet
Home

 OS 10 RESTAURANTES MAIS PRESTIGIADOS NO VALE GOURMET

 

Vale Gourmet é como é conhecida toda a região em torno de ItaipavaNão é um único vale, mas diversos vales, onde estão os restaurantes mais prestigiados e as pousadas mais charmosas do município de Petrópolis.
 
 Apresentamos aqui os dez restaurantes mais prestigiados.
Mas, o que é um restaurante prestigiado
 
 Prestígio - ensinam os dicionários -  é a superioridade baseada no bom êxito individual em qualquer setor da atividade, e que é admitida pela maioria de um dado meio social. Portanto, a nossa seleção dos 10 (dez) melhores destinos para fazer uma refeição de qualidade obedece ao critério do prestígio, conforme a especialidade da cozinha de cada restaurante. 
 
 Para chegar a este TOP 10, o principal item considerado foi o conceito do estabelecimento junto à mídia especializada, ou seja, o prestígio alcançado pelo restaurante junto aos jornalistas que, por força de sua atividade profissional, recebem informações consistentes de pessoas confiáveis e, além disso, fazem refeições periódicas em cada um dos lugares visitados.
 
 Sendo assim, foram consideradas as “cotações” conquistadas pelo restaurante junto aos principais guias de gastronomia em âmbito nacional (como as estrelas, conferidas pelo Guia 4 Rodas Brasil, editado desde 2005 pela Editora Abril), em âmbito estadual (como as estrelas do Guia de Restaurantes do Rio de Janeiro, editado desde 1990 pela jornalista Danusia Barbara) e em âmbito local (como as coroas imperiais do site www.petrópolis-turismo.com.br ).  E, desde 2012, passamos a observar com atenção as avaliações de clientes, em sites especializados (como o TripAdvisor).
 
 De posse destas informações, visitamos cada um dos restaurantes.  Levamos em conta a especialização culinária e avaliamos a regularidade e a persistência da qualidade da comida, do serviço e do ambiente.  Por fim, a presença constante do chef de cozinha à frente do seu restaurante e o conceito da cozinha junto à comunidade de Petrópolis foram considerados. 
 
 Após obedecer esta “receita”, não foi difícil selecionar os dez restaurantes mais prestigiados do Vale Gourmet,segundo a sua especialização, e conferimos toques brancos (chapéus de cozinheiro).  De qualquer forma, o melhor avaliador será sempre você.  E, para informações detalhadas, tais como o endereço, o telefone para reservas e o horário de funcionamento, clique sobre o nome do restaurante.
 

Comida Francesa: Fazenda das Videiras    
Comida Italiana: Il Perugino    
Comida Portuguesa: Parrô do Valentim    
Comida Variada: Alcobaça    
Comida Brasileira: Locanda della Mimosa    
Comida Espanhola: Parador Valência    
Comida Internacional: Imperatiz Leolpoldina    
Comida Carnes: Churrascaria Majórica    
Comida Pescado: Trutas do Rocio    
Comida Cogumelos: Funghi D´Oro    

 

 

 1  
Fazenda das Videiras
Culinária Francesa Tradicional
    

Apresentação:  o restaurante fica dentro de uma fazenda, que abriga também uma pousada.  Os proprietários são o sommelier Gaspar Vianna e a chef de cozinha Erni Vianna.  Apaixonados pelo que fazem, eles conduzem pessoalmente todos os serviços.  

Chefe: Erni Vianna (desde 1999) 

Premiações e Principais Citações: Laureada com 1 (uma) estrela no Guia 4 Rodas desde 2002 e avaliada com 3 (três) estrelas no Guia Danusia Bárbara desde 2005. Relacionado como um dos 10 melhores restaurantes do Brasil especializados em comida francesa, pela Edição Especial de Gastronomia da Revista Viagem. Indicado no Guia Brasil Unicard-Unibanco como bom restaurante. Citado no Guia de Restaurantes "Rio Show", da jornalista Luciana Fróes. do jornal O GLOBO. Incluído no Guia 2006/2007 de “Melhores Restaurantes do Rio de Janeiro.” da revista VEJA-Rio. Reportagens nas revistas de gastronomia Gula, Prazeres da Mesa e Gambero Rosso, da Itália.  Desde junho de 2012, o restaurante integra o movimento Slow Foods International.  Em janeiro de 2014, estava classificado como o melhor restaurante de Itaipava, na opinião de avaliadores do site TripAdvisor. 

Endereço: RJ 117, km 16 (Estrada Araras-Vale das Videiras, 6000) (Pousada Fazenda das Videiras) 

Como Chegar: deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do Km. 65, saída para Araras. Ingressar na RJ 117 e seguir 16 km. sempre na via principal, em direção ao Vale das Videiras. Seguir as placas indicativas. 

Capacidade: 20 (vinte) lugares. 

Reservas: são indispensáveis: restaurante tem apenas 20 (vinte) lugares, fica longe do centro urbano e atende também aos hóspedes da pousada. Tolerância de 30 minutos. Telefone: (24) 2225.8090. 

Horário de Funcionamento: sexta/sábado, de 13h às 16h e 20h30 às 23h, domingo 13h/16h. De 2ª a 5ª só abre em feriados. 

Preço Médio: $$$$

Cartões de Crédito: Visa, Diners e Mastercard. 

Estacionamento: gratuito e interno (no local). 

Pratos Principais:  A grande pedida é o Menu de Clássicos da Cozinha Francesa. Além dele, coxa confit de pato em cesta de queijo parmesão, brandade de bacalhau, camarões VG à Biarritz, E também pratos exclusivos, elaborados com vinhos: truta ao molho de riesling, pato no risoto de cabernet sauvignon e pêra ao gamay. Não tem pratos infantis.   

Serviço: correto, atencioso e sem afetação, prestado por jovens garçons, bem treinados e com vestimenta adequada. 

Ambiente: romântico e aconchegante, com som ambiente (jazz, música francesa, som instrumental). No jantar, luz de velas. No inverno, lareira acesa. 

Vinhos:  A Carta de Vinhos é destacada pela imprensa especializada pela excelente relação custo-benefício em todas as faixas de preço. Elaborada, atualizada e assinada pelo sommelier Gaspar Vianna, enumera mais de 400 rótulos de 14 países, protegidos em charmosa adega subterrânea (cave), escavada na pedra. Preços de R$ 49, a R$ 999,. Se o cliente optar por levar o seu próprio vinho, o restaurante faz todo o serviço, fornecendo taças apropriadas, refrigeração e decantação se for o caso, cobrando sempre taxa de serviço (“rolha”) de R$ 99, por garrafa. 

Vantagens Competitivas:  o passeio e a visita: além do excelente restaurante, o cliente conhece uma bela estrada serrana, uma típica casa de fazenda rural e vê pavões soltos pelo jardim. 

Um Comentário:  peça para visitar a horta orgânica e a adega com o sommelier e proprietário – duas atrações à parte

Site: www.videiras.com.br

 

 2  
Il Perugino
Culinária Italiana Tradicional
    

Apresentação:  também aqui o dono do restaurante e o chef de cozinha são a mesma pessoa.  Na principal avenida de Itaipava, este amplo restaurante oferece réplicas fiéis dos grandes clássicos da culinária italiana.  A preocupação é com a qualidade e não com a invencionice.  

Chefe: Sormani Justen (desde setembro de 2004), formado pelo Culinary Institute of America, de Nova York

Premiações e Principais Citações: uma estrela no Guia 4 Rodas Brasil.  

Endereço: Estrada União e Indústria, 12.601 – Itaipava

Como Chegar: deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do Km. 62, saída para Bonsucesso e Itaipava. Seguir em direção à Itaipava. 

Capacidade: 85 lugares. 

Reservas: dispensa reserva, que poderão ser feitas pelo tel. (24) 2222.3092. 

Horário de Funcionamento: 4ªf. e 5ªf, de 12:30h às 23h, 6ª e sáb, das 12h30h às 24h., dom, de 12h30h às 21h.

Preço Médio: $$$$

Cartões de Crédito: American, Mastercar.Diners e Visa. 

Estacionamento: gratuito, em estacionamento próprio. 

Pratos Principais:  serve clássicos italianos, como as massas frescas produzidas, e o ossobuco de vitela com risoto de funghi.

Serviço: garçons jovens, profissionais, atenciosos e vestidos adequadamente. 

Ambiente: confortável e formal. 

Vinhos: sendo o representante local da Importadora Decanter, tem 500 rótulos na Carta de Vinhos, com preponderância para os vinhos italianos e chilenos.  

Vantagens Competitivas: fica na via principal de Itaipava, não pede reserva prévia, tem amplo horário de funcionamento. 

 
 
 3  
Parrô do Valentim
Culinária Portuguesa Tradicional
    

Apresentação:  este é o restaurante mais antigo de Itaipava.  Foi aberto em 1978, pelo casal Valentim e Guilhermina.  No começo, era ele quem ficava servindo os cliente no grande Parrô (choupana de palha), enquanto  ela ia elaborando os pratos na cozinha.  O tempo passou e eles venderam o restaurante, que continua no mesmo lugar, na via principal de Itaipava, com a mesma decoração e servindo os mesmos pratos.  

Chefe:  não há um chefe de cozinha definido. A portuguesa Guilhermina Valentim foi se afastando aos poucos da cozinha e, em 2005, já havia entregue a cozinha às senhoras que com ela aprenderam a repetir os pratos.  Em 2009, ela e o marido Valentim venderam o restaurante, que em janeiro de 2014 continuava  com toda a equipe: gerente, garçons e cozinheiras.  

Premiações e Principais Citações:  mesmo com a mudança de proprietários, o restaurante mantém 1 estrela no Guia 4 Rodas.  A qualidade da comida continuou inalterada.  Em janeiro de 2014 era considerado o segundo melhor restaurante de Itaipava conforme as avaliações dos membros do site TripAdvisor.  

Endereço: Estrada União e Indústria, 10.289 – Itaipava 

Como Chegar:  deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do Km. 62, saída para Bonsucesso e Itaipava. Seguir em direção à Itaipava.

Capacidade: 70 (setenta) lugares 

Reservas: dispensa reserva, que poderão ser feitas pelo tel. (24) 2222.1281 

Horário de Funcionamento: de 3ªf. a 5ªf e dom , das 11h30 às 22h; 6ª. e sáb, das 11h30 às 24h. 

Preço Médio: $$$

Cartões de Crédito: Mastercar.Diners e Visa. 

Estacionamento: gratuito, no local. 

Pratos Principais: O bacalhau, indispensável, pode vir à Valentim ou à Guilhermina. Outras opções são o caldo verde, o leitão à portuguesa, o coelho ao vinho. Os doces lusitanos, também disponíveis na lojinha da casa, são irresistíveis.

Serviço:  garçons antigos na casa, profissionais, muito atenciosos e vestidos corretamente. Certeza de uma cerveja bem gelada, sempre servida em copo envolto em gelo, porque mantido na geladeira. 

Ambiente: mais simples e rústico, impossível: um parrô, ou seja, uma choupana com teto de sapé. 

Vinhos: não tem uma grande carta, mas uma relação muito sucinta e simples, com cerca de 50 vinhos portugueses e 10 brasileiros. O Pêra Manca tinto é o vinho mais caro, mas o foco é nos vinhos portugueses de baixo custo. 

Vantagens Competitivas: fica na via principal de Itaipava, não pede reserva prévia, tem amplo horário de funcionamento e os pratos servem duas pessoas. 

Um Comentário:  Os novos proprietários fizeram questão de mudar o mínimo possível. Os pratos são os mesmos, com o mesmo sabor, quantidade e apresentação. O site continua a estampar as fotos do simpático casal pioneiro, Carlos Valentim e Guilhermina. Até a música de fundo – clássicos populares da música portuguesa – continua a mesma

 

 4  
Alcobaça
Culinária Brasileira
    

Apresentação:  fica dentro de um bonito casarão em estilo normando do século XIX. na pousada que lhe empresta o nome.  Se houver tempo, visite o jardim, amplo e muito bonito.  

Chefe: Laura Góes (desde 1991)

Premiações e Principais Citações:  Recebeu estrela na edição de 2014 do Guia 4 Rodas.  Laureado com 3 estrelas no Guia Danusia Bárbara de Restaurantes do Rio de Janeiro. Indicado pelo Guia Brasil Unicard-Unibanco. Citado no Guia de Restaurantes "Rio Show", da jornalista Luciana Fróes de O GLOBO. Incluído no Guia 2006/2007 de “Melhores Restaurantes do Rio de Janeiro.” da revista VEJA-Rio. Por duas vezes, foi reportagem na Revista Gula. Reportagem no Gambero Rosso, da Itália.  

Endereço: Rua Agostinho Goulão, 298 – Corrêas (Pousada da Alcobaça) 

Como Chegar:  deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do Km. 62, saída para Bonsucesso e Itaipava. Seguir pela Estrada União e Indústria em direção à Bonsucesso e, depois,  Corrêas. Na praça de Corrêas começa a rua, então é só seguir cerca de 300m, em direção ao endereço (lado direito).  

Capacidade: 40 (quarenta) lugares

Reservas: Tel.: (24) 2221-1240.

Horário de Funcionamento: todos os dias, de 13:30 às 22 hs. “Aqui, eu digo assim: se estiver claro, é almoço: quando escurece, é jantar” – brinca a chef e anfitriã

Preço Médio: $$$$

Cartões de Crédito: Visa, Diners e Mastercard. 

Estacionamento: gratuito, no local 

Pratos Principais:  carne assada com arroz e feijão preto, filé mignon com legumes, trutas da região, servido ao fogo, nos panelões, na cozinha, feijoada e cozido tradicional. Sobremesas: doce de côco do engenho, doce de leite com queijo branco e as tortas de frutas

Serviço:  absolutamente informal. A proprietária e chef de cozinha faz questão de imprimir ao serviço um toque de descontração. É ela quem conduz a comida à mesa ou então uma de suas cozinheiras. Quem ajuda a servir, não tem formação profissional, tampouco usa uniforme. O cardápio é manuscrito e a garrafa de vinho é deixada à mesa

Ambiente:  nada de requinte.  Simples, caseiro e agradável, bem no estilo da “casa da vovó”.

Vinhos:  uma minúscula relação com cerca de oito a dez vinhos, todos populares e de preço bem acessível.  Para tomar um vinho excelente, só trazendo e pagando a taxa de rolha.  

Vantagens Competitivas:  funciona todos os dias. Além disso, fica a 6 km do Centro de Itaipava e a menos de 2 km da Praça de Corrêas. Não exige reserva prévia, mas é aconselhável fazê-la, especialmente nos finais-de-semana.  

Um Comentário:  Peça para visitar a cozinha, que é uma atração à parte.  Muitos, ao pedir uma carne assada ou uma feijoada, imaginam um precinho de self-service. Aqui, não. Paga-se a qualidade dos ingredientes usados, todos de primeiríssima linha.  

 

 5  
Locanda Della Mimosa
Culinária Variada
    

Apresentação:  o novo proprietário, Aguinaldo Silva, autor de novelas da TV GLOBO, fez questão de imprimir a sua marca ao estabelecimento, mudando não só o cardápio, mas a especialização culinária da casa.  Ficou só o nome.  

Chefe: Paulo Duarte (desde outubro de 2011).  

Premiações e Principais Citações: Era laureado com a cotação máxima (três estrelas) no Guia 4 Rodas Brasil, mas com a venda da propriedade e saída do chef Danio Braga permaneceu com uma estrela – prova inequívoca que continua a manter a alta qualidade da cozinha. 

Endereço: Alameda das Mimosas, 30 (Vale Florido – Fazenda Inglesa)

Como Chegar: deixar a BR-040, sentido Juiz de Fora – Rio de Janeiro, na altura do Km. 71,5. Já no Vale Florido, seguir as placas indicativas.

Capacidade: 60 (sessenta) lugares.

Reservas:  Aconselhável fazer e observar o horário escolhido. A tolerância é de 30 minutos. Tel: (24) 2223.5405

Horário de Funcionamento:  6as. e sáb, de 12:30h às 15:30h e de 20h às 23:30h. Dom. de 12:30h às 15:30h

Preço Médio: $$$$$

Cartões de Crédito: Diners e Mastercard

Estacionamento: na rua onde fica o restaurante, com manobrista.

Pratos Principais:  lasanha à bolonhesa, feijoada (“A nossa feijoada, por exemplo, é um purê de feijão preto com minialmondegas de pernil de porco, calda de raspa de laranja e couve frita”), espuma de tangerina com vinho do Porto e pé de moleque.

Serviço: profissional, atencioso e formal.

Ambiente: requintado e de bom gosto.

Vinhos:  continuam conservados na adega subterrânea que era a paixão de Danio Braga. Os vinhos superlativos, para milionários, continuam lá, em menor número, pois os primos pobres invadiram o santuário antes imaculado.  Mais diversificada, portanto, a Carta de Vinhos continua a ser uma das três melhores da região serrana fluminense.

Vantagens Competitivas: Situada na beira da estrada federal BR-040, é inigualável ponto de parada para quem viaja por aquela rodovia e deseja fazer uma excepcional refeição e, eventualmente, dormir para seguir viagem no dia seguinte. 

Um Comentário: impossível não sentir saudade do tempo em que a Locanda tinha corpo e alma.  As mudanças introduzidas pelo atual proprietário, embora compreensíveis, acabaram deixando uma inevitável sensação de perda.  

Site: www.locanda.com.br


 6  
Parador Valencia
Culinária Espanhola Tradicional
    

Apresentação:  Em 1994, o espanhol Vicente Mas Gonzales, mais conhecido Como Paquito, trocou a profissão de arquiteto e a Cidade Maravilhosa pelo ambiente da cozinha e pelos ares de Itaipava – ou  mais precisamente, da movimentada União E Indústria. Ali, bem no epicentro, ele abriu as portas do Parador Valência, um verdadeiro templo das Paellas e da típica Cozinha Espanhola.  

Chefe: Vicente Mas Gonzáles, mais conhecido como Paquito (desde 1994).   

Premiações e Principais Citações:  Recebe 2 estrelas no Guia Danusia Barbara. de Restaurantes do Rio de Janeiro (ed. 2007). Relacionado com um dos 10 melhores restaurantes do Brasil especializados em comida espanhola pela Edição Especial de Gastronomia da Revista Viagem. Eleito como o melhor restaurante de comida espanhola do Estado do Rio de Janeiro, pelo juri da Revista Gula, em 2001. Indicado pelo Guia Brasil Unicard-Unibanco. Citado no Guia de Restaurantes "Rio Show", da jornalista Luciana Fróes de O GLOBO. Incluído no Guia 2006/2007 de “Melhores Restaurantes do Rio de Janeiro.” da revista VEJA-Rio. Citado como restaurante de comida espanhola no Guia 4 Rodas. Faz parte da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança.  Em janeiro de 2014 era considerado o terceiro melhor restaurante de Itaipava, na avaliação dos membros do site TripAdvisor.  

Endereço: Rua Celita de Oliveira Amaral, 189 – Itaipava 

Como Chegar:  deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do Km. 62, saída para Bonsucesso e Itaipava. Seguir em direção à Itaipava

Capacidade: 30 (trinta) lugares. 

Reservas:  aconselhável fazer reserva antes e, se a escolha for uma paella, especialidade da casa, faça o pedido e chegue na hora marcada. Tel: 2222-1250 e 2222-4767

Horário de Funcionamento: 6ª. Feira e sáb, de 12h às 23h; dom, de 12h às 18 h

Preço Médio: $$$

Cartões de Crédito: todos 

Estacionamento: na rua, junto ao restaurante

Pratos Principais:  doze tipos de paellas e assados, como cabritos e cochinillo, um leitão com duas semanas de vida

Serviço:  simples e atencioso

Ambiente:  acolhedor e decorado com quadros originais e réplicas de Portinari, Walter Mesquita, Antonio Dias e Miro

Vinhos:  poucas opções de brancos, tintos e espumantes, na grande maioria, espanhóis.  

Vantagens Competitivas:   está junto à via principal de Itaipava. Além disso, no Estado do Rio de Janeiro, pobre em restaurantes de comida espanhola de alta qualidade, o Parador Valência destaca-se entre os três melhores

Um Comentário:  um destino obrigatório para quem gosta da cozinha espanhola e está a passeio ou a negócios em Petrópolis

 

 7  
Imperatriz da Leopoldina
Cozinha Internacional
    

Apresentação:  este restaurante, do Hotel Solar do Império, que funciona desde 2004, fica ao lado das principais opções turísticas do Centro Histórico, o que o torna um lugar a ser visitado.  Uma dica: a Av. Koeler, onde fica o hotel, só tem palacetes, um ao lado do outro, mas não tem estacionamento.  Então, se você está de carro, almoce no Hotel, deixe o seu carro no estacionamento e faça a digestão passeando a pé pela Av. Koeler.  

Chefe:   desconhecido.  O site do hotel não divulga.  

Premiações e Principais Atrações:  depois que trocou de chefe de cozinha, perdeu a estrela do  Guia 4 Rodas.  As avaliações de clientes, no site TripAdvisor indicam aprovação de 84% (dado de janeiro de 2014).  

Endereço: Av. Koeller, 376 (Hotel Solar do Império), Centro Histórico de Petrópolis

Como Chegar: deixar a BR-040, sentido Rio – Juiz de Fora, na altura do acesso para o Centro Histórico de Petrópolis. Chegando lá, procure pela avenida onde ficam as casas mais lindas da cidade, a Koeller.  É ali mesmo ! 

Capacidade: 40 lugares. 

Reservas: Tel. (24) 2103.3000

Horário de Funcionamento: todos os dias, das 12 às 22 horas. Sextas e sábados, até às 24hs

Preço Médio: $$$

Cartões de Crédito: todos 

Estacionamento: próprio, em área interna do hotel

Pratos Principais: picadinho à mineira, bacalhau prensado na cama, cordeiro crocante, risoto de camarão com gengibre e laranja. De sobremesa, doces caseiros, bananinhas cubanas ou cesta de merengue com morangos, chantili e calda de chocolate

Serviço: correto, profissional, sem improvisações.  

Ambiente:  o mais lindo do centro histórico de Petrópolis.  Você fica imaginando que a qualquer momento um integrante da Corte Imperial pode chegar para fazer a sua refeição.  Além de bonito e elegante, é aristocrático.  

Vinhos: carta sintética, porém com boa oferta de vinhos tintos, com destaque para os do Chile e Argentina.  Não tem sommelier no salão.  

Vantagens Competitivas: o restaurante é localizado em um palacete de 1875, criteriosamente restaurado e decorado e que, por si só, justifica a visita. 

Um Comentário: ir ao Centro Histórico sem uma refeição no Leopoldina ficará incompleta. Da mesma forma, uma refeição no restaurante sem visitar o Centro Histórico será um indesculpável desperdício

Site: www.solardoimperio.com.br


 8  
Churrascaria Majórica
Carnes
    

Apresentação:  desde 1961 recebe a família petropolitana com carnes de qualidade, em ambiente formal e discreto.  Ideal para o turista que está sem carro, pois fica na avenida principal da cidade.  

Chefe:  o site do restaurante não divulga o nome do responsável pela cozinha.  

Premiações e Principais Citações:  segundo 182 avaliações postadas no site TripAdvisor, é o melhor restaurante do centro histórico de Petrópolis. Recebeu do mesmo site o Certificado de Excelência no ano de 2013.  No Google, são 23 opiniões, com nota 4,5 em cinco.  No site Foursquare, tem a cotação 8,2, em 10 pontos, com base em 182 votos (todos estes dados foram levantados em janeiro de 2014) 

Endereço:  Rua do Imperador, 754, Centro Histórico.  Telefone:  (24) 2242;2498.   

Como Chegar:  fica na avenida principal de Petrópolis.  Não tem como errar.  O detalhe é que a fachada é simples, quase escondida.  

Capacidade:  não divulgada.  

Reservas:  (24) 2242.2498.  Indispensável para comemorações de aniversários, casamentos e outras festividades, quando um salão privativo pode ser reservado.  

Horário de Funcionamento:  não divulgado no site.  Convém conferir pelo telefone.  

Preço Médio:  $$$

Cartões de Crédito:  . todos. 

Estacionamento:  não oferece lugar para estacionar.  Procure nas redondezas.  

Pratos Principais:  não tem churrasco a rodízio, é uma casa de carnes nobres à la carte.  O forte da casa são as carnes grelhadas, embora ofereça peixes, inclusive bacalhau grelhado.  A dica é a picanha acompanhada de batata inflada (parece um pastel e é chamada também de batata pastel) e farofa de ovos ou de bananas.  

Serviço:  nota 10.  A equipe de garçons é muito boa, simples, atenciosos  e experiente. 

Ambiente:  decoração tradicional e formal, a mesma de 1961, quando o restaurante abriu as portas, juntamente com o homônimo, que fica no Flamengo, Rio de Janeiro.  Os donos eram espanhóis e, passados cinqüenta anos,  os restaurantes estão em mãos de descendentes.   Só que agora em dois ramos diferentes da família e sem nenhuma  ligação comercial.  

Vinhos:  uma carta simples, suficiente para atender a maioria que, obviamente, não procura grandes rótulos.  

Vantagens Competitivas:  a excelente qualidade da carne, a localização e o atendimento eficaz e atencioso formam o triângulo estrutural desta casa.  

Um Comentário:  aos domingos e nos horários de pico, a fila é grande, mas não desanime.  Vale a pena esperar.   

Site:  www.majorica.com.br 

 

 9  
Trutas do Rocio
Trutas
    

Apresentação:  o restaurante fica dentro de uma Reserva Natural que abriga um trutário, que existe desde 1982.  A empresa familiar decidiu abrir um pequeno restaurante, onde atende às pessoas que visitam o trutário.  .  

Chefe:  não divulgado no site do restaurante/trutário.  

Premiações e Principais Citações: com 51 avaliações de clientes, das quais 49 positivas, é considerado pelos internautas credenciados pelo site Tripadvisor como a segunda melhor pousada do Município de Petrópolis.  É citado no Guia 4 Rodas Brasil (dados colhidos em janeiro de 2014). 

Endereço: Estrada da Vargem Grande, 6333 - Rocio

Como Chegar: acesso pelo Km 76,5 da BR-040 para o Rio de Janeiro. Entrar à direita, na Estrada da Vargem Grande, que dará acesso ao bairro do Rocio, onde fica o restaurante

Reservas: Tel. (24) 2291,5623 / 9965.6113

Horário de Funcionamento: só abre nos sábados e domingos e para o almoço, em horário bem restrito: de 12h30 às 16h30.  Mediante reserva prévia, para grupos grandes, pode abrir durante a semana.  

Preço Médio: $$$

Cartões de Crédito: todos 

Estacionamento: fácil, na própria rua onde fica o restaurante. 

Pratos Principais: “criadas no terreno do restaurante, as trutas aparecem em oito versões, como a servida em molho de amêndoas.” (Guia 4 Rodas)  A principal crítica dos internautas é que faltam variedades de pratos e acompanhamentos.  Nenhuma crítica a qualidade das trutas.  

Serviço: muito simples, descontraído, porém simpático e acolhedor

Ambiente:  rústico, mas romântico, agradável e aconchegante. 

Vinhos: agrada a quem gosta de vinhos brancos para acompanhar os peixes, embora a oferta seja bem limitada. Entre os vinhos tintos, em menor número, destacando-se os leves e de baixo e médio custo

Vantagens Competitivas:  vale, principalmente, pelo passeio.  O restaurante é localizado em uma casa que ocupa ampla área verde, onde corre um riacho e ficam os diversos tanques de peixe.  

Um Comentário: o cardápio não oferece opções para quem não gosta de truta. Mas, vamos combinar, pra que inventar ?  ,Não saia do script: fique na truta e seja feliz !  

 

 10  
Funghi d´Oro  
Comida com Cogumelos
    

Apresentação:  o restaurante está localizado em um sítio, onde são cultivados cogumelos.  Fica dentro de uma área de preservação ambiental, conhecida como reserva do Tinguá.  Indicado para quem gosta de cogumelos, elaborados com requinte, e de contato com a natureza.  

Chefe: não divulgado.

Premiações e Principais Citações: citado no Guia 4 Rodas.  Em janeiro de 2014, tinha poucas avaliações no TripAdvisor.  Salvo a de um gringo evidentemente mal humorado, todas elas favoráveis.  

Endereço:   Est. Caminho do Imperador, n° 1333, Rocio.  

Como Chegar:   acesso pelo Km 76,5 da BR-040 para o Rio de Janeiro. Entrar à direita, na Estrada da Vargem Grande, que dará acesso ao bairro do Rocio, onde fica o restaurante.    

Capacidade:  não divulgado.. 

Reservas:  só atende com reservas.  Sextas-feiras e sábados, para almoço e jantar, de 13 às 21 horas; domingos, apenas para almoço, entre 13 hs e 18 hs. 

Horário de Funcionamento:  terça/sábado, de 19h às 24h, domingo 12h/16h. e de 19h às 22hs.  Não abre às segundas-feiras.  

Preço Médio: $$

Cartões de Crédito: todos

Estacionamento: na rua principal, praticamente deserta. 

Pratos Principais:  nhoque de shiitake, risoto de cardoncello, ceviche de salmão com shiitake crocante.  Tem camarões, filés, peixes, mas tudo com cogumelos – ao vivo ou no molho.  

Serviço:  despreocupado, simples, objetivo. 

Ambiente:  rústico, despojado, agradável.

Vinhos:  poucas opções.  

Vantagens Competitivas:  facilidade para estacionar, um belo passeio e cogumelos frescos e bem preparados, tudo a um preço justo.  

Um Comentário:  se você é um urbanoide e se detesta cogumelos, ir a este restaurante será um castigo dos infernos.  Mas, se você é apaixonado por natureza e por cogumelos, é um passeio imperdível.  

Site:  www.funghidoro.com.br 

 
 
Para retornar a página principal, clique aqui.